Novidades

Novo BMW M8 chega em dose dupla

Desde 2017 sendo avistado em testes e criando expectativa: agora ele é real! O BMW M8 foi finalmente revelado.

A sigla é inédita na marca, nunca houve um variante M no primeiro Série 8, original do final da década de 1990. Apesar de a ideia ter sido cogitada, nunca saiu do papel.

Ele coloca a BMW de novo na briga contra a Mercedes-Benz e a Porsche. Para melhorar, o novo modelo chegou em dobro, trazendo uma versão esportiva, o M8 Competition. Também chega com duas opções de carroceria: coupé e conversível.

   
Sua versão conversível é o M8 Cabrio

Design e dimensões

As medidas externas são as mesmas para ambas as versões coupé, M8 e M8 Competition, tendo 4,86 m de comprimento, 1,90 de largura e 1,36 de altura. O conversível, tem a mesma altura e largura, sendo apenas 1cm mais baixo. O entre-eixos possui a mesma dimensão para todos: 2,82 metros.

No exterior, os modelos exibem para-choques com desenho exclusivo. No dianteiro, tomadas de ar maiores e, no traseiro, refletores verticais, além de saídas de escape quádruplas, típicas dos carros da BMW M. Adicionando também um aerofólio bem fino acima da tampa do porta-malas e rodas de 19 polegadas para o M8 mais “comportado” e de 20 polegadas para o M8 Competition.

No interior, o M8 e o M8 Competition trazem revestimentos específicos, diferenciando-os dos restantes Série 8. O novo Botão SETUP no centro, que dá acesso direto às configurações do motor, transmissão, suspensão, direção, sistema M xDrive, travões e possibilidade de memorização de duas configurações diferentes ao gosto do motorista é maior novidade.

Embaixo do capô não tem muita surpresa, uma vez que ele é equipado com motor V8 4.4 twin-turbo, já conhecido pelo BMW M5. Este, porém, é oferecido em duas configurações, gerando 600 cavalos e 76,4 kgfm de torque em sua versão “normal” e aumentando a sua potência para 625 cavalos na versão Competition.

Com tração integral, o câmbio automático de oito marchas envia para as quatro rodas toda a potência que o motor tem para dar. Mas, assim como o M5, tem a opção 2WD. Desligando o Dynamic Stability Control transmite toda a força apenas para as rodas traseiras.

Todo esse conjunto garante um 0 a 100 em incríveis 3,3 segundos na versão M8 coupé e 3,4 segundos na conversível. As variantes Competition são ainda mais rápidas, sendo 3,2 segundos para sua versão coupé e 3,3 na conversível.

Pisando fundo, o M8 chega a 250km/h limitados eletronicamente. Porém, é possível optar por adicionar o pacote que libera a máxima de até 305 km/h. Estes números colocam o modelo entre os GTs mais rápidos do mundo.

 

Esportividade com segurança

Visualmente, os novos modelos possuem detalhes mais modestos em relação ao Série 8. Sua grande diferença é toda a preparação esportiva, tendo suspensão com amortecedores adaptativos específicos para ele e direção eletromecânica.

Também ganhou um reforço de aço em x no Chassi, embaixo da suspensão dianteira, além de um suporte transversal de alumínio no eixo traseiro e barras estabilizadoras reforçadas.

O sistema de frenagem também foi projetado pensando em dar mais segurança e estabilidade para o carro, trazendo a configuração da divisão esportiva da BMW, Motorsport, que dá ao condutor dois tipos de “sensação” na hora de frear: Sport e Comfort.

Também é possível adquirir o pacote opcional, que oferece maior capacidade de frenagem e dissipação de calor.

O novo M8 foi mostrado ao público no final do mês de junho, no #NextGen, em Munique, na Alemanha e começa a ser vendido em setembro na Europa e nos Estados Unidos.

O preço inicial do M8 Coupé será US$  133.000 (R$513,8 mil), enquanto o conversível sairá por US$ 142.500 (R$ 550,5 mil). Na versão Competititon, os preços ficam Us$ 146.00 (R$ 564 mil) e US$ 155.500 (R$ 600,7 mil).

No Brasil, a previsão de chegada é para 2020.